A BOL usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de cookies. SaberMais/ Fechar
Distrito Sala
Detalhe Evento
MARCELO EVELIN Dança Doente

MARCELO EVELIN Dança Doente

Teatro & Arte | Dança Contemporânea

Maria Matos T. M.

Sala Principal
Classificação Etária
A classificar pela CCE
Bilhete Pago
Todas as Idades
2017
set
29
a
2017
set
30

Próxima Sessão

29 set 2017 21:30
Dias
Hrs
Min
Seg

Duração

60 minutos

Intervalo

Sem Intervalo.

Promotor

EGEAC, Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural

Sinopse

As obras Matadouro (2010) e De repente fica tudo preto de gente (2012), que o coreógrafo brasileiro Marcelo Evelin apresentou no Teatro Maria Matos, deixaram uma impressão profunda pela sua força brutal e pela sua procura de situações limite. Em Dança Doente, esta procura leva o coreógrafo a dar atenção à deterioração física do corpo, colocando em cena um corpo infetado pelo mundo e atravessado por forças que o esvaziam e o destituem. O que pode significar a dança para um corpo frágil, exausto e em sofrimento?
Diz o coreógrafo: Esta obra organiza-se como uma patologia dançada por um corpo em movimento para fora de si mesmo, uma dança virótica, contagiosa, que acontece como premonição de morte, mas apenas e tão-somente para reafirmar a vida em toda a sua potência. Como ponto de referência, Marcelo Evelin toma de empréstimo o universo do coreógrafo Japonês Hijikata Tatsumi, pioneiro da dança Butoh japonês, numa espécie de fantasmagoria revelada entre fascinação e ficção.

Ficha Artística

uma peça de: Marcelo Evelin/Demolition Incorporada
conceito e coreografia: Marcelo Evelin
criação e interpretação: Andrez Lean Ghizze, Bruno Moreno, Carolina Mendonça, Fabien Marcil, Hitomi Nagasu, Marcelo Evelin, Márcio Nonato, Rosângela Sulidade, Sho Takiguchi
dramaturgia: Carolina Mendonça
colaboração Artística: Loes Van der Pligt
luz: Thomas Walgrave
som: Sho Takiguchi
colaboração figurinos: Julio Barga
direção técnica: Luana Gouveia
orientação de pesquisa: Christine Greiner
direção de produção: Materiais Diversos, Regina Veloso/Demolition Incorporada
agenciamento e difusão: Sofia Matos/Materiais Diversos Abroad, CAMPO Brazil
coprodução: Kunsten Festival des Arts, Brussels (BE) NXTSTP, Teatro Municipal do Porto - Rivoli - Campo Alegre, Porto (PT), Festival dAutomne à Paris / T2G-Théâtre de Gennevilliers (FR), Kyoto Experiment KEX (JP), Spring Festival, Utrecht (NL), Tanz Im August /HAU Hebbel Am Ufer/, Berlin (DE), Teatro Municipal Maria Matos, Lisbon (PT), Alkantara, Lisbon (PT), Montpellier Danse, Montpellier (FR); Mousounturm, Frankfurt (DE); Gothenburg Dance and Theatre Festival, Goteborg (SE); TanzHaus, Dusseldorf (DE); Vooruit, Gent (BE); La Batie Festival de Genève, Genève (CH).
residência artística: Teatro Municipal do Porto/Rivoli - Campo Alegre, Porto (PT); Mousounturm, Frankfurt (DE); CAMPO gestão e criação em arte contemporânea, Teresina-Piauí (BR); PACT Zolverein, Essen (DE); Vooruit, Gent (BE); Studios C de La B, Gent (BE)

projeto coproduzido pela NXTSTP com o apoio do programa Cultura da União Europeia e Governo Brasileiro
este projeto foi galardoado com o Prémio Funarte de Dança Klauss de Vianna 2015

Preços

  • Bancada Plateia - 14€

Descontos

  • Cartão Maria & Luiz
  • Maiores de 65 anos
  • Menores de 18
  • Menores de 30 anos

Partilhar
Cartão Maria & Luiz